UNIVERSIDADES NA PANDEMIA

A pandemia trouxe muitas mudanças na dinâmica dos cursos. Preparamos um breve guia informativo por país sobre como estão funcionando as universidades com as quais temos convênios.

ARGENTINA

Os cursos da SENSU são presenciais e possuem modalidade intensiva.
Na Argentina, devido à pandemia de COVID-19 o Ministério da Educação da Argentina através da CONEAU – Comisión Nacional de Evaluación y Acreditación Universitaria (Órgão Similar a CAPES Brasileira) , autorizou excepcionalmente que os cursos ofereçam até 30% da carga horaria de forma online, visando manter os protocolos de distanciamento social. Por este motivo a universidade poderá oferecer aos alunos a opção de assistir um dos módulos nesta modalidade ( ONLINE ). As aulas serão ao vivo e o aluno deverá estar presente durante todo o horário das aulas que será o mesmo que nos períodos presenciais. 
“O aluno poderá optar por não assistir o módulo online, sendo realocado automaticamente para o próximo módulo oferecido na modalidade presencial.”

URUGUAI

A partir de janeiro de 2022 as aulas voltarão a ser presenciais. A UDE (Universidad de la Empresa) – instituição com a qual trabalhamos no Uruguai – segue com todas as indicações estabelecidas pelos órgãos competentes do país, como o uso de máscaras, ventilação e limpeza constante dos espaços fechados, distanciamento social e desinfeção dos materiais comuns.

PARAGUAI

A fase de aulas dos Mestrados e Doutorados da UNIDA – universidade paraguaia que possui convênio com a SENSU – está sendo realizada de maneira presencial. A universidade segue o protocolo aprovado em agosto de 2021 pelo Ministério de Saúde desse país, que estabelece que as instituições de ensino que possuam a infraestrutura necessária podem voltar à presencialidade sempre e quando cumpram com as medidas sanitárias estabelecidas pelo governo.